quinta-feira, 29 de novembro de 2012

A Postura Corporal no Golfe

A postura é uma palavra muito utilizada entre os profissionais de golfe, contudo é interessante analisar que a maioria dos livros escritos por “gurus” da modalidade estão “minados” de fotografias com jogadores com má postura. Basta prestar atenção a uma competição com transmissão na TV e levará apenas alguns segundos para encontrar um jogador de grande qualidade com projecção anterior da cabeça, com hipercifose dorsal e/ou com rectificação da coluna lombar. Porque será que esta noção do corpo se fica só pela mente? Daí que os treinadores não tenham competência para corrigir estes problemas posturais e se agem frequentemente como pais a reprimir uma criança, dizendo “endireita-te”.
A postura, tal como outros aspectos individuais, não é algo passível de ser alterada apenas por se pensar nela. Aliás, a correcção postural é uma capacidade que deverá servir de base em cada processo de treino e melhoria da função (neste caso o swing).
Um golfista com má postura irá ter muitas dificuldades em evoluir no seu handicap. Pode certamente observar a postura daqueles jogadores que já jogam há muito tempo e que não conseguem evoluir. Estes nunca o irão conseguir apenas com aulas de golfe, exigindo antes de mais nada, a ajuda de um Fisioterapeuta especializado em Reeducação Postural Global, para que posteriormente consigam seguir as indicações dadas por um professor de golfe. Só assim o jogador poderá evoluir, beneficiando de um corpo mais saudável e sem compensações, tendo menor probabilidades de contrair lesões e de sentir desconforto, dor ou outros sintomas (cefaleias, parestesias dos membros, etc…)
Só através de uma postura correcta será possível ao jogador manter o equilíbrio correcto e garantir que a sua coluna vertebral não sofre uma pressão exagerada. Adoptar uma boa postura irá ajudar a rentabilizar os músculos mais adequados ao swing.

Então como deverá ser a postura correcta?
Há que distinguir a diferença entre a postura estática e dinâmica. Essa diferença acentua-se no jogador de golfe, porque a posição de sentado ou de pé num bom alinhamento postural não garantem a manutenção do mesmo alinhamento no momento da tacada e, consequentemente, na realização do swing. Todos os jogadores de golfe devem portanto, ser capazes de compreender o seu corpo na posição estática e ainda mais transpor esses parâmetros para a realização do swing.
Adicionalmente, a postura no address deverá ser analisada. A postura dinâmica durante o swing é igualmente importante pois esta pode diferir bastante da postura estática.
A postura no address é descrita pelos treinadores de golfe como parte integrante de todos os aspectos do swing.
Ben Hogan descreve que no início do address a curvatura inicial deve vir da flexão dos joelhos mantendo-os descontraídos, no entanto, com ligeira tensão.
No address, se deixarmos cair um fio de prumo no ombro do golfista, este deve cair na base de sustentação (a meio dos pés). Quando o jogador olha para a bola, deverá ter o cuidado para que o tronco não fique flectido e para levar o olhar à bola, necessita apenas de flectir as suas vértebras cervicais superiores.


O que pode fazer para melhorar a sua postura?
Deverá procurar um Fisioterapeuta especializado em Reeducação Postural Global, que lhe irá fazer uma avaliação física para posteriormente no tratamento dar maior ênfase às zonas com maior “deformação” e/ou responsáveis pelas queixas dolorosas/sintomas.
A Reeducação Postural Global é um método criado pelo fisioterapeuta francês Philippe Souchard, o qual foi apresentado ao mundo na obra “O Campo Fechado”, publicada em 1981, depois de 15 anos de pesquisas, continuando a ser desenvolvida por ele próprio e pelos seus variados colaboradores.  A Reeducação Postural Global fundamenta-se nos princípios da individualidade, causalidade e globalidade, e o tratamento baseia-se num trabalho postural activo, onde através de posturas, criteriosamente escolhidas através de uma avaliação, se estiram todas as cadeias musculares, em conjunto com um trabalho respiratório específico e a terapia manual do Fisioterapeuta.

Sem comentários:

Enviar um comentário