quarta-feira, 14 de novembro de 2012

O Handicap

Segredo Nº 7: O Handicap
Assim que qualquer jogador comece a ir jogar para o campo, a pergunta habitual é: “o que tenho de fazer para ter handicap?”. Sendo uma pergunta pertinente, pois qualquer jogador que se preze tem de ter handicap.
No golfe, cada jogador joga competindo contra o campo, no entanto as pessoas jogam juntas, e como tal podem competir entre elas independentemente de terem níveis de jogo diferentes, graças ao sistema de handicap, que serve para compensar a diferença entre os jogadores amadores.
O termo “handicap” representa a habilidade de jogo de um praticante amador, através de um valor numérico. Esse valor é tanto mais baixo quanto melhor for a habilidade de jogo do praticante. Entre jogadores amadores, este valor numérico varia de 0 a 36, entre homens e senhoras.
Uma das razões que torna este desporto justo é exatamente a utilização de um “Sistema de Handicaps” que tem como objectivo principal possibilitar aos praticantes com diferentes níveis de capacidade de jogo competir entre si em condições de igualdade. Sendo por isso pressuposto que:
  • Todo jogador de golfe conhece e respeita as regras de golfe;
  • Todo jogador de golfe joga com fair-play;
  • Todo jogador de golfe é honesto;
  • Todo jogador de golfe faz sempre o melhor resultado possível em cada buraco e em cada volta;
  • Todo jogador de golfe apresenta o maior número de resultados válidos para a gestão de handicaps.
Em Portugal, a Federação Portuguesa de Golfe adoptou o “Sistema de Handicaps EGA” da Associação Europeia de Golfe como base para a gestão dos handicaps em Portugal.
Para além da aferição da habilidade do praticante, o Sistema de Handicaps EGA baseia-se também na avaliação da dificuldade do campo, fazendo o encontro entre estas duas realidades.
Daí decorre a existência de:
Handicap Exacto EGA
Um número com uma casa decimal indicador do potencial do praticante e correspondente à habilidade num campo de dificuldade média considerado standard no modelo estabelecido pela USGA.
Handicap de Jogo EGA
É o número específico de pancadas de handicap atribuído ao jogador em cada conjunto específico de “tees” de saída em determinado campo.
Ou seja: o Sistema de Handicaps EGA tem como um dos seus objectivos e vantagens a “portabilidade”, no sentido em que o “Handicap Exacto EGA” é transportado para cada campo e ali convertido, consoante a respectiva classificação.
E para terminar e respondendo à pergunta inicial, para se obter um handicap exacto EGA deve preencher os seguintes requisitos:
a) Ser sócio de um clube filiado na FPG com autoridade de gestão de handicaps;

b) Entregar no mínimo 3 cartões assinados por um jogador que já tenha handicap ou por um profissional em que pelo menos um dos resultados tem de igualar um handicap exacto de 36,0 ou melhor (36 ou mais pontos stableford).
O melhor resultado stableford submetido é considerado para o cálculo do handicap exacto inicial.
O nº de pancadas de handicap que um jogador recebe nestas voltas é o seguinte: 36 x (Slope Rating ÷ 113) + (Course Rating – Par);

c) Realizar e ter aproveitamento num teste escrito sobre as regras de golfe.

Sem comentários:

Enviar um comentário